BLOG

Cigarro e cirurgia plástica

Ao decidir realizar uma cirurgia plástica em Perdizes, independente em qual região do corpo ou finalidade estética, os pacientes da Modelare Cirurgia Plástica são orientados sobre uma série de cuidados pré cirúrgicos, que visam garantir os melhores resultados do procedimento, evitando eventuais complicações. Dentre estas recomendações, é comum que os cirurgiões aconselhem o paciente a parar de fumar por um determinado período antes da cirurgia. Mas qual o motivo da suspensão do cigarro antes da cirurgia plástica?

 

Devido à sua composição química altamente tóxica, o cigarro caracteriza-se como um elemento agressor ao sistema respiratório. Com uso prolongado, ele pode levar ao aumento da produção de muco, assim como a redução dos mecanismos de defesa do pulmão, levando a quadros comuns, como a respiração ofegante e a tosse frequente. Além disso, um fumante crônico possui altas chances de desenvolver enfisema pulmonar, caracterizado pela deterioração de parte do pulmão, o que leva à perda da capacidade de oxigenação.

 

Mas qual a relação do cigarro e cirurgias plásticas? Como citado, a perda da capacidade de oxigenação é diretamente nociva a qualquer procedimento cirúrgico, devido ao fato do problema atrapalhar o efeito da anestesia, assim como o processo de cicatrização, incidindo em maiores possibilidades de sangramento. Além disso, a nicotina do cigarro provoca o fechamento dos pequenos vasos sanguíneos, tendo como consequência a redução da circulação nos tecidos.

 

Para saber sobre mais cuidados pré cirúrgicos antes de uma cirurgia plástica, envie-nos uma mensagem e agende a sua avaliação com os cirurgiões da Modelare Cirurgia Plástica.

Voltar