CIRURGIA PLÁSTICA

CIRURGIAS PLÁSTICAS APÓS CIRURGIA BARIÁTRICA

O advento da cirurgia de redução do estômago (cirurgia bariátrica) para tratar a obesidade mórbida promoveu o desenvolvimento de cirurgias plásticas especialmente voltadas a essa população pós emagrecimento maciço.

A característica mais marcante no grupo pós emagrecimento maciço é a flacidez de pele em extensões variáveis. São queixas frequentes o desconforto para praticar exercícios e para encontrar vestimentas, afecções de pele com assaduras e odores desagradáveis, limitações para o convívio social e para a vida íntima, além do próprio aspecto cosmético não harmonioso.

A consulta médica é o momento para examinar todo o corpo do paciente, diagnosticando os locais a serem tratados pelas diversas técnicas disponíveis. É necessário dedicar especial atenção a saúde global do paciente, no tocante ao estado nutricional, a presença de anemia, a existência de doenças como hipertensão arterial ou diabetes e ao próprio controle da obesidade.

Além das técnicas convencionais de mamoplastia, abdominoplastia, lipoaspiração, rejuvenescimento facial, tratamento de ginecomastia (vide tópicos individuais) existem alguns procedimentos específicos conforme o padrão de flacidez e excesso de pele de cada paciente.