CIRURGIA PLÁSTICA

BLEFAROPLASTIA

A principal indicação para a cirurgia plástica das pálpebras é a presença de excesso de pele superior e/ou inferior associado ou não a bolsas de gordura proeminentes.

Pode ser realizada em homens e mulheres. Em geral a partir de 35 anos, quando é mais comum o surgimento das alterações de pele e bolsas de gordura mencionadas.




Na consulta médica será feito o diagnóstico e exame físico e a solicitação de todos os exames pré-operatórios pertinentes.

A cirurgia começa pela marcação das incisões que são, habitualmente, colocadas na região da prega palpebral superior e na borda inferior dos cílios inferiores.

                               
São tratadas as bolsas de gordura (por ressecção ou reposicionamento, conforme cada caso); realizadas as suturas em diversas camadas até a parte superficial da pele. Os pontos da pele são retirados após cerca de 5 a 7 dias da operação.



Quando não existe excesso de pele na pálpebra inferior pode ser realizada a blefaroplastia transconjuntival. Neste caso a incisão inferior é posicionada na conjuntiva, por dentro da pálpebra inferior, sem cicatrizes externas, como no esquema abaixo.



A anestesia pode ser local com sedação ou geral.

O tempo médio da cirurgia é de 1 a 3 horas. O período de internação médio é 12 a 24 horas.

Recomendações pós-operatórias incluem:


                    

Andar precocemente, desde o primeiro dia da cirurgia. As caminhadas devem ser curtas, em piso plano.

                    

Dormir de barriga para cima por 2 semanas, com a cabeceira da cama elevada.

                    

Evitar exercícios físicos por cerca de 2 a 4 semanas.

                    

Evitar exposição direta ao sol por 2 a 3 meses.

                    

Usar óculos escuros com proteção UVA e UVB por 4 semanas.

                    

Usar os medicamentos, cremes e pomadas, colírios e compressas geladas conforme a prescrição médica.

                    

Comparecer as consultas de retorno para acompanhamento, remoção de pontos, conforme a determinação médica.

A área operada apresentará edemas ou inchaços e áreas arroxeadas na pele por períodos variáveis, mas em geral tênues após 3 meses.

A cicatriz da blefaroplastia é permanente, mas muito sutil.
Seu aspecto depende de fatores genéticos individuais e dos cuidados pós-operatórios do paciente.